Dormir na gestação

Dúvidas sobre o sono são muito comuns entre as futuras mamães, especialmente para aquelas que estão vivendo a primeira gestação.

Por Clínica Pró Vita
05/01/2019 13h56

Dúvidas sobre o sono são muito comuns entre as futuras mamães, especialmente para aquelas que estão vivendo a primeira gestação.

É comum a regularidade do sono ser bastante alterada durante a gravidez, especialmente nos primeiros meses. 

Algumas mulheres relatam ter sono excessivo, inclusive durante o dia. Outras passam a sofrer crises de insônia que geram ainda mais ansiedade.

As alterações hormonais, as transformações do corpo e as preocupações sobre o parto e a saúde do bebê estão por trás destas queixas. Porém, não adianta fugir de uma verdade: o bom sono da mãe é muito importante para o bom desenvolvimento do feto!

Caso você esteja enfrentando dificuldade para pegar no sono, converse com o médico que acompanha a gestação. 

Também não deixe de relatar suas eventuais dúvidas e angústias a pessoas próximas, especialmente aquelas que já passaram pela experiência da gestação.

Atividades relaxantes e a prática de exercícios leves também são bem-vindas, desde que combinadas com o médico. 

Alguns chás não são indicados durante a gravidez, mas outros, como de camomila e erva-cidreira, também podem ajudar.

E quanto a remédios para pegar no sono? O uso deste tipo de medicamento, especialmente durante o primeiro trimestre, é visto com ressalvas por conta de possíveis alterações no desenvolvimento do feto. É preciso sempre pesar os riscos e benefícios, e nunca tome remédios sem o aval do profissional médico que acompanha a sua gestação.

Há mães que não têm dificuldade de pegar no sono, mas acordam muitas vezes para fazer xixi ou encontrar uma melhor posição na cama. 

Evite a ingestão de líquidos perto do horário de dormir, e procure se deitar sobre lado esquerdo, com travesseiro sob as costas e outro entre as pernas.

E o excesso de sono? Ter muito sono, especialmente no início da gestação, é comum devido às mudanças nas taxas hormonais. Além do mais, o corpo passa a trabalhar pela mãe e pelo bebê, o que gera um cansaço confundido com sono. Em geral, este sintoma passa a partir do quarto mês.

Mas se você desconfiar que o excesso de sono não é natural, ou esteja acompanhando toda a gestação, converse com seu médico. Pode ser um sintoma de depressão ou anemia, que pode e deve ser tratada.

Para mais informações fale com um de nossos especialistas. Agende uma consulta!


(12) 3204-3666 / 99609-3666

[email protected]

ficou com alguma dúvida?

entre em contato